Luminares da Carta Astrológica

Published by lea.beatriz on

A carta astrológica do nascimento, também conhecida como mapa astral natal, é a representação do céu no momento do nascimento da pessoa. É uma ferramenta complexa e muito interessante, principalmente para os que buscam se aprofundar no autoconhecimento. Dois pontos muito importantes no mapa são os luminares, ou seja, o Sol e a Lua, que são analisados de acordo com seus signos, casas e aspectos. Neste texto tentaremos diferenciar, um pouco, a energia lunar da solar, que é um detalhe muito importante e que, muitas vezes, acabam se confundindo.

Bola com signosA Lua representa, além de muitas outras características, o perceber e o receber tudo o que está a nossa volta e o signo em que a Lua estiver é que dirá a forma como percebemos e recebemos essas informações e situações.
Vamos aos exemplos que são ótimos para tornar o texto mais divertido, apesar de muitos simples pois estamos vendo só a Lua no signo e desconsiderando todo o resto (ou seja, o exemplo é só ilustrativo e não se aplica a ninguém, pois todos temos uma complexidade muito maior que essa).
Em uma reunião de amigas, alguma solta uma indireta em voz alta…
Aquela que possui a Lua em Áries: já acha que foi pra ela.
A da Lua em Gêmeos: já sabe pra quem foi a indireta.
A da Lua em Virgem: analisa pra saber se é ou não pra ela, mesmo que a chance seja nula.
A da Lua em Libra: se sente desconfortável com a atitude dessa pessoa que desarmonizou o ambiente.
A da Lua em Peixes: já sabe o que a pessoa quer com tal atitude.

O Sol representa, além de muitos outros elementos, as características do nosso ser, e o que é importante para a pessoa se sentir bem e se recarregar. Sendo que, recarregando o Sol de forma rica e com as energias adequadas para o crescimento espiritual de cada um teremos mais luz para iluminarmos a nossa Lua e todos os outros astros, nos tornando seres cada vez mais evoluídos e inteiros.
Vamos a algumas formas de se recarregar de acordo com o signo solar:
Sol em Áries: buscar autonomia e autossuperação.
Sol em Touro: reforçar o poder de seus dons e habilidades.
Sol em Gêmeos: trocar ideias positivas e criativas; envolver-se em discussões saudáveis, construtivas.
Sol em Câncer: abraçar uma causa, ajudar alguém.
Sol em Leão: desenvolver seus dons; transferir um pouco do seu brilho, transformando o pequeno ou simples em algo maravilhoso e transformador.
Sol em Virgem: fazer o que você considera mais correto; ser útil, usando seus conhecimentos.
Sol em Libra: agir de forma justa e sem exclusões; lutar pela representatividade de todos.
Sol em Escorpião: fazer uso da crítica construtiva; revelar, com cuidado, o que sabe (porque o Escorpião sabe!) que precisa ser transformado.
Sol em Sagitário: conectar-se com a sabedoria do Universo; conhecer outras culturas.
Sol em Capricórnio: refletir, planejar, seguir, corrigir, construir, assumir responsabilidades.
Sol em Aquário: estar em grupos que se relacionem sem cobranças e onde as características individuais sejam importantes para o coletivo.
Sol em Peixes: saber a importância de fazer a sua parte, porque estar presente na parte é estar integrada com o todo.

Agora formas inteligentes de se fortalecer:
Lua em Aries: saber utilizar a raiva como ferramenta para a autossuperação.
Lua em Touro: reconhecer suas reais necessidades e saber que o “a mais” é uma opção.
Lua em Gêmeos: encarar as situações de forma alegre e divertida, levando o bom humor sempre no bolso.
Lua em Câncer: acolher seus próprios sentimentos e reconhecer a riqueza trazida por eles.
Lua em Leão: reconhecer a sinceridade de suas emoções; cercar-se de pessoas que gostem de você e reconheçam seu valor.
Lua em Virgem: reconhecer o que é importante para discernir o que pode e deve ser mudado e o que deve ser preservado.
Lua em Libra: estar em ambientes que valorizem as regras de convivência e a participação equilibrada de todos.
Lua em Escorpião: reconhecer, fortalecer e proteger a sua essência; não se expor.
Lua em Sagitário: ter sempre à sua disposição recursos para dar asas à imaginação.
Lua em Capricórnio: reconhecer os limites da própria responsabilidade e saber sempre a quem recorrer caso precise de ajuda.
Lua em Aquário: estar sempre informada das novidades e em contato com os amigos.
Lua em Peixes: reconhecer e alimentar a sensibilidade com o sentimento do sublime.


Texto publicado no jornal Deusa Viva da Teia de Thea – julho de 2012


Creative Commons License
Luminares da Carta Astrológica by Léa Beatriz RMA is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.


Categories: Astrologia

2 Comments

Vera Pinheiro · outubro 19, 2015 at 7:40 pm

Léa, coloca também a reação dos outros signos àquela situação. Curiosidade!

    lea.beatriz · outubro 21, 2015 at 11:09 pm

    A idéia é essa: atiçar a imaginação e a inspiração! :))
    Mas vou escrever outro texto com essas “imagens” astrológicas.
    Gratidão!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *