Uma noite bem especial – Samhain

Published by lea.beatriz on

A noite de Samhain é celebrada como o último festival da colheita, período em que animais eram sacrificados na preparação necessária para aguentar o rigoroso inverno, um momento simbólico de fim de ciclos, desapegos, reflexões sobre os medos e as limitações. Neste ano de 2019 a energia do Sol em Escorpião está reforçada pela presença de Mercúrio, Vênus e do asteróide Pallas Atena também neste signo. Essa configuração astrológica é um chamado para olhar de forma verdadeira e profunda os medos, as dores, os traumas, as decepções, as traições e conseguir tirar um proveito disso, conseguir entender como você mesma funciona para conhecer seus pontos mais frágeis e saber se proteger melhor.

A cura regida pelo signo de Escorpião, é uma cura que vem do acesso ao profundo; algo que, geralmente, acontece de forma dolorosa, seja por forçar o desapego ou por ter que lidar com situações que estão nesse limiar da finalização. Muitas vezes essa energia é representada pela morte e pelo renascimento, algo que acaba para que o novo tenha o espaço pra vir e, neste momento, está favorecido o encarar os seus maiores sabotadores internos e eliminá-los. Portanto, aproveite para refletir sobre e encontrar esses seus inimigos íntimos, aprender o quê eles são e como eles agem em você é o primeiro passo para a autossuperação.

Para auxiliar os cortes necessários temos Marte em Libra em quadratura com Plutão em Capricórnio, sendo Marte e Plutão os regentes do signo de Escorpião. Esse aspecto desarmônico ficará no céu durante o primeiro decanato de novembro e traz o desafio e a importância de tomar as decisões forma equilibrada e racional e ter a persistência necessária para seguir com seus projetos e com sua evolução. Muita atenção para não cair na armadilha de atropelar os outros, evite o “eu sei o que é o melhor para todos”, busque um espaço para a escuta atenta.


0 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *